Seminário: população em situação de rua e economia solidária na UTFPR

(foto: Saturnino Machado)

(foto: Saturnino Machado)

Fonte: Universidade Tecnológica Federal do Paraná
Por Ana Paula Robert – ASCOM

Nestes dias 3 e 4 de maio, ocorreu o Seminário “População em situação de rua e economia solidária: construindo uma nova sociedade” no Miniauditório da UTFPR (Câmpus Curitiba). Com enfoque em debater possibilidades de integrar economia solidária em Curitiba junto com a população em situação de rua da cidade, a atividade visa fomentar a criação de empreendimentos econômicos solidários com a população em situação de rua da capital paranaense, não somente prezando renda, como também um resgate da dignidade destas pessoas.

Destinada aos integrantes de empreendimentos econômicos solidários, pessoas em situação de rua e representantes de instituições públicas e da sociedade civil que atuam com essa população, a atividade é construída pelo Centro de Formação Urbano Rural Irmã Araújo – Cefuria em conjunto com Tecsol – Incubadora Solidária e o Movimento Nacional da População em Situação de Rua (MNPR). O seminário integra atividades realizadas dentro do projeto Coopera Rua, desenvolvido através de parceria firmada entre Cefuria e o Ministério do Trabalho e Previdência por meio da Secretaria Nacional de Economia Solidária (Senaes).

Com intuito de auxiliar nas reflexões, participaram da atividade representantes de Padarias Comunitárias, de Clubes de Troca, da Feira Permanente de Economia Solidária, do Movimento de Catadores de Material Reciclável e da População em Situação de Rua. Também agregando experiências de outros estados como da Escola Municipal de Porto Alegre.

Economia Solidária em Curitiba

A Economia Popular Solidária, elucidada em release dos organizadores, é uma importante alternativa ao modo capitalista excludente de produzir e de consumir. Conforme o entendimento de que todos e todas têm diferentes saberes e possibilidades de contribuição para economia, torna-se uma maneira de resgate da dignidade em meio a uma vulnerabilidade social.

A demanda é clara: enquanto MNPR estima que cerca de 5 mil pessoas estejam em situação de rua na capital paranaense, dados do mapeamento realizado pelo Sistema de Informações em Economia Solidária (SIES), entre 2009 e 2013, foram identificados 19.708 empreendimentos econômicos solidários espalhados por 2.804 municípios brasileiros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*