Secretário Nacional de Economia Solidária, Gilberto Carvalho, esteve em Curitiba para dialogar com integrantes de empreendimentos e entidades de apoio

Em evento, o Secretário enfatizou a necessidade de mobilizações para as Conferências municipais e estaduais de Economia Solidária, além de destacar projetos da SENAES para o fortalecimento do setor.

No dia 30 de abril, o Secretário Nacional de Economia Solidária, Gilberto Carvalho, esteve na cidade de Curitiba, em agenda para o diálogo com movimentos, entidades de apoio e empreendimentos da Economia Solidária. Entre as atividades, foi realizado um evento, que reuniu cerca de 50 pessoas, na sede da Superintendência Regional do Trabalho e Emprego no Paraná. O evento também contou com a presença da Superintendente Regional do Trabalho, Regina Cruz.

Um dos temas de destaque da atividade foi a realização das Conferências Municipais e Estaduais de Economia Solidária, em Curitiba e no Paraná, que devem ser realizadas ainda em 2024. Estas Conferências têm como objetivo principal levantar demandas locais e a eleição de delegados para a 4ª Conferência Nacional de Economia Solidária, prevista para acontecer em abril de 2025, em Brasília.

A 4ª Conferência Nacional tem como objetivo realizar um balanço das políticas públicas de economia solidária no país e a atualização e aprovação do seu Plano Nacional. Também deve ser tema dos debates a tramitação do Projeto de Lei que institui a Economia Solidária como uma política pública permanente, que está no Congresso Nacional desde 2012 para ser apreciada.

A última conferência nacional aconteceu em 2014, quando foi definido o 1º Plano Nacional. Em 2016, as atividades da Secretaria Nacional Economia Popular e Solidária (Senaes) perderam força e culminaram com a sua extinção em 2018. Em 2023, foi recriado e recomposto o seu Conselho.

Gilberto Carvalho destacou a importância das conferências de economia solidária nos municípios e nos estados. “Queremos realizar as conferências no maior número de municípios. Para nós, o mais importante das conferências é sua realização no âmbito municipal, pois é ali onde a vida acontece. Com isso, queremos ter um diagnóstico de como está a economia solidária nos municípios e estimular que ela se revitalize. Nós vamos acompanhar estas conferências e dar apoio.”

Além do tema das Conferências, o Secretário falou sobre alguns programas da SENAES que estão em andamento, como um novo cadastro nacional da Economia Solidária, o qual estava parado desde 2018. Também destacou um programa de formação de agentes locais, voltado para a realização das conferências e o fortalecimento local da Economia Solidária. Além dos esforços da secretaria para a aprovação da lei da economia solidária e das cooperativas.

“Nós estamos lançando um programa de formação, agora em junho, chamado Manoel Quirino, do Ministério do Trabalho, com 2800 vagas de 200 horas de formação em economia solidária, que vai ser realizado pelos Institutos Federais de educação. Os primeiros 300 agentes, espalhados por todo o país, irão nos ajudar a realizar as conferências e a expandir a economia solidária nas bases”, disse o secretário.

Confira a breve entrevista do Secretário Gilberto Carvalho ao CEFURIA:

https://www.instagram.com/reel/C6Z1keZMekv/?igsh=bXZ1eGhlbTl3MHVl

Confira o cronograma para as Conferências Municipais e Estaduais e 4ª Conferência Nacional de Economia Solidária:

Conferências Municipais

Entre abril e junho

Conferências Temáticas e Livres

Entre junho e outubro

Conferências Estaduais

Entre novembro e dezembro

4ª Conferência Nacional

Abril de 2025

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

4 + 5 =