Rede Mandala: Fortalecendo a economia solidária do campo e da cidade

Em 2017, debaixo de uma árvore no Assentamento Contestado, na Lapa (PR), nascia o sonho de uma articulação que reunisse redes, empreendimentos e coletivos de economia solidária do campo e da cidade no Paraná.

Este primeiro diálogo aconteceu durante uma oficina realizada na 16ª Jornada de Agroecologia. Depois, foram realizados dois seminários: em março, no Centro Comunitário e de Proteção Alimentar Padre Miguel – Cecopam e na 17ª Jornada de Agroecologia, ambos em 2018, em Curitiba.

Para tornar o desafio de consolidar e fortalecer a rede ainda mais possível, no final de 2017 foi construído pelo Centro de Formação Urbano Rural Irmã Araujo – Cefuria e pela Tecsol – Incubadora de Economia Solidária da Universidade Tecnológica do Paraná (UTFPR) o projeto Rede Estadual de Economia Solidária Fortalecendo Campo-Cidade.

O projeto tem como objetivo de consolidar uma Rede Estadual de Economia Solidária como estratégia de fortalecimento e ampliação da produção, comercialização e consumo na perspectiva do fortalecimento da política pública de Economia Solidária.

A articulação recebeu o nome de Rede Mandala – Rede Paranaense de Economia Solidária Campo-Cidade, e desde março de 2018 vem realizando ações que visam fortalecer os empreendimentos. A partir da metodologia participativa, o projeto desenvolve instrumentos para apoiar os sujeitos com a criação, desenvolvimento e aplicação de tecnologias sociais com vistas ao alcance dos objetivos dos grupos e na viabilidade do trabalho e renda dentro dos princípios da economia solidária.

Quem faz parte da rede?

Empreendimentos econômicos e solidários urbanos e rurais organizados em redes, associações, cooperativas, coletivos e por territórios. A Rede Mandala abrange os municípios de Agudos do Sul, Almirante Tamandaré, Antonio Olinto, Cerro Azul, Colombo, Curitiba, Irati, Lapa, Mallet, Mandirituba, Piraquara, Ponta Grossa, São João do Triunfo e São José dos Pinhais.

Quem são estes coletivos?

  • COPASOL – Central das Cooperativas de Processamento Alimentar e Agricultura Familiar
  • Empreendimentos Independentes (Associação de Artesãos e Artistas de São José dos Pinhais, Coletiva Arte, Sinergia Alimentos Saudáveis)
  • Feira Permanente de Economia Solidária
  • Rede de Segurança Alimentar
  • Rede Maria Rosa Anunciação
  • Rede Paranaense de Padarias Comunitárias Fermento na Massa
  • Rede Pinhão de Clubes de Trocas

Entidades apoiadoras:

  • Cefuria – Centro de Formação Urbano Rural Irmã Araujo
  • Tecsol – Incubadora de Economia Solidária da Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR)
  • Ministério do Trabalho – Subsecretaria Nacional de Economia Solidária
  • Incra – Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*