Grito dos excluídos traz reflexão sobre principais pessoas afetadas por crises políticas, econômicas e sociais

Em Curitiba, mobilização será realizada na Paróquia São Benedito, no Capão da Imbuia, com o lema ‘Este sistema é insuportável: exclui, degrada e mata’. 

Acesse aqui a página do Grito dos/as Excluídos/as de Curitiba e RMC no facebook 

Grito dos Excluídos 2016 - Cópia

Com informações do portal do Grito dos/as Excluídos/as

A crise econômica, política e social que vem afetando o Brasil impacta de maneira distinta diferentes grupos da sociedade. Essa diferenciação – que permite que a crise minimize os abalos de um pequeno grupo em detrimento do direito de outros – é resultado da lógica do sistema em que estamos inseridos. Nesse sistema, o lucro está acima do bem estar das pessoas.

Por isso, o Grito dos Excluídos deste ano traz como lema “Este sistema é insuportável: exclui, degrada e mata” e o tema “Vida em primeiro lugar”. Realizada anualmente, no dia da “Independência” do Brasil – 7 de setembro – a mobilização deste ano acontecerá em Curitiba na Paróquia São Benedito, no Capão da Imbuia.

Após a concentração, haverá uma caminhada até a Associação Solidários pela Vida – Sovida, uma instituição que trabalha com pessoas com o vírus HIV. Durante paradas ao longo do trajeto, diferentes mazelas que afetam a sociedade serão denunciadas – gritos por saúde, segurança, entre outros.
Ao longo da semana que antecede a mobilização, rodas de conversa com diferentes temáticas estarão sendo realizadas nos bairros.

Esse é o 22º ano da mobilização nacional. O Grito dos/as Excluídos/as tem como proposta ser um processo político a favor das pessoas historicamente oprimidas e excluídas da sociedade brasileira, refletindo o tipo de independência que temos em nosso país. Em todo o Brasil, milhares de pessoas saem às ruas para denunciar violações de direitos.

O lema

O lema do Grito nasceu, este ano, a partir de uma afirmação do Papa Francisco. Assim, se chegou a “Este sistema é insuportável: exclui, degrada e mata”. Segundo o Grito, é notório que nos momentos de crise, seja política, econômico-social, que estes sistemas não suportam as mulheres, os pobres, os negros, os excluídos da sociedade. Dessa forma, sempre alguém será violado de diferentes formas, seja excluído, exterminado, ausente dos direitos básicos.

O lema perpassa, então, pelas várias crises, inclusive a humanitária. Cada vez mais se vive em guetos, se alimenta a intolerância, se destroem os valores humanos. E a engrenagem do sistema passa por cima de quem não compactua com as regras de sobrevivência e da própria vida em sociedade. “O lema este ano é bem desafiador. Vamos botar o povo na rua e denunciar as mazelas desta sociedade excludente em que vivemos”, ressalta a Secretaria Nacional.

Serviço

22º Grito dos Excluídos
Data: 7 de setembro de 2016
Concentração: 8h30
Local: Paróquia São Benedito
Rua Frederico Stadler Júnior, 441
Bairro Capão da Imbuia – Curitiba
Próximo ao terminal Capão da Imbuia e Detran

2 comentários sobre “Grito dos excluídos traz reflexão sobre principais pessoas afetadas por crises políticas, econômicas e sociais

  1. Onde eu poderia comprar as camisetas do Grito dos Excluídos?

    • Olá, Joás. As camisas já estão disponíveis na Paróquia. Possivelmente ainda haverá camisestas à venda na hora da mobilização.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

2 + 7 =