Principais ações do Cefuria em 2014

AssembleiaEste boletim apresenta um breve balanço das principais ações e conquistas do Cefuria em 2014. Para além das atividades apresentadas aqui, demos um importante e firme passo do ponto de vista institucional: a rearticulação do Conselho Consultivo, Coordenações e Associados/as.

Estas instâncias, junto à equipe, às organizações parceiras e aos militantes que estão lado a lado no trabalho, compõem o quadro imprescindível para a continuidade da caminhada do Cefuria, que vai para o 34º aniversário.

Agradecemos a todas e todos pelo compromisso e apoio, e que 2015 seja ainda melhor, de avanços e conquistas para a organização popular.

Aproveitamos para informar que entre os dias 20/12/2014 e 04/01/2015, o Cefuria estará em recesso. Desejamos a todas e todos um bom final de ano, boas festas e um feliz 2015!

Economia solidária e população em situação de rua

Pop rua Desde novembro deste ano, o Cefuria assumiu o importante desafio de atuar com um novo público: a população em situação de rua de Curitiba. A partir da articulação com o Movimento Nacional de População em Situação de Rua (MNPR), o Cefuria concorreu e foi contemplado para a execução do projeto“Gerando Renda e Criando Dignidade”, firmado com o Ministério do Trabalho e Emprego (MTE). Mais de 200 pessoas participaram do lançamento do projeto, que contou com a participação de ministros, representantes de órgãos públicos, movimentos sociais e organizações da sociedade civil.

Ao longo de dois anos, o projeto buscará fomentar a geração de renda para a população em situação de rua, por meio da economia solidária. A partir da educação popular, a ação também tem o objetivo de contribuir para a formação política, a emancipação e a conquista de direitos por parte deste segmento da população.

Padarias Comunitárias e organização popular

Padarias2014 termina com uma grande fornada de conquistas da Associação de Padarias e Cozinhas Comunitárias Fermento na Massa. Com apoio do Cefuria, neste ano os grupos que compõem as padarias participaram de uma série de atividades de formação e articulação: 11 reuniões do Conselho Gestor, um curso de aperfeiçoamento, três cursos técnicos de panificação, 12 oficinas de troca de experiência em Economia Solidária e Agroecologia e 16 oficinas de comunicação.

Padeiras_Paraná OnlineEm funcionamento desde 2007, a Associação reúne 29 empreendimentos em Curitiba e Região Metropolitana – e a 30ª padaria está em fase de implementação, no Assentamento Contestado, na Lapa. Cerca de 130 pessoas integram as padarias, 95% delas, mulheres.

O Cefuria contribui com a criação das padarias há mais de 15 anos, a partir de cursos técnicos, aquisição de equipamentos e formação sobre os princípios da economia solidaria.

Catadores e luta por melhores condições de trabalho e moradia

Stella BezerraNa comunidade Ilha, em Almirante Tamandaré, a luta por melhores condições de trabalho para as/os catadores/as, que vem desde 2011, ampliou-se para a luta por moradia digna. A partir da parceria da comunidade com o Cefuria, a Assembleia Popular e a Universidade Tecnológica Federal do Paraná – UTFPR, um trabalho de pesquisa e mobilização foi desenvolvido ao longo de 2014. O resultado está registrado na publicação “Comunidade Ilha: desafios para a conquista do direito a uma moradia digna”, que em breve estará disponível para download.

A atuação do Cefuria com as/os catadoras/es também se fortaleceu no município de Campo Largo. O Centro de Formação ganhou um edital para a realização do mapeamento das/os trabalhadoras/es, passo importante para viabilizar a realização de políticas públicas voltadas a este público. O trabalho é desenvolvido por educadoras do Cefuria, em conjunto com as agentes comunitárias de saúde, que conhecem o território e a realidade da região.

Os trabalhos desenvolvidos em Campo Largo e Almirante Tamandaré estão articulados com o esforço de consolidação da Cooperativa de Reciclagem do Paraná – COOPERSOL. Criada em 2012, a Cooperativa reúne nove associações de catadoras/es e busca o reconhecimento das/os trabalhadoras/es, melhoria da renda, condições de trabalho, participação social e qualidade de vida.

União do campo e da cidade: pela agricultura familiar e soberania alimentar

Ato campo e cidadeA união entre os movimentos do campo e da cidade do Paraná ganhou força em 2014, com a luta em defesa da agricultura familiar e camponesa, da reforma agrária, da agroecologia e pela revisão das regras do Programa de Aquisição de Alimentos (PAA). Em agosto, mais de 11 mil pessoas realizaram atos unificados no Paraná e na região sul e São Paulo, para cobrar o avanço destas pautas. O Cefuria e grupos em que a organização atua participaram ativamente da ação em Curitiba, junto com o Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra – MST e outras entidades.

Esta pauta permeia a ação do Cefuria na coordenação da distribuição de alimentos do PAA em mais de 30 áreas na Grande Curitiba, que atinge diretamente cerca de 5.500 pessoas em situação de vulnerabilidade social. A distribuição dos alimentos se dá com participação direta das entidades beneficiárias, que reúnem-se mensalmente no Conselho Gestor do PAA. Sem esse trabalho autogestionário, não seria possível a logística para se distribuir cerca de 400 toneladas de alimentos de excelente qualidade. A relação entre as organizações urbanas e do campo também ocorre em trocas de experiência e na Jornada de Agroecologia, realizada no Paraná pela Via Campesina, há 13 anos.

“Escolinha” de Economia Solidária e formação política

Escolinha 2013Em 2014, a Escola de Formação Básica Multiplicadora em Economia Popular e Solidária (Escolinha) chegou na 41ª edição. A equipe do Cefuria organizou a realização de duas turmas, com participação de cerca de 40 pessoas, em Curitiba e de Mandirituba. Além disso, a entidade participou das atividades de organização do Curso “Clássicos do Pensamento Brasileiro”, realizado pelo Centro de Formação Milton Santos-Lorenzo Milani, em parceria com a Rede de Educação Cidadã – RECID.

Plebiscito popular e a luta pelas Reformas Estruturais

vídeo II plebiscito Fato histórico em 2014, a realização do Plebiscito Popular por uma Constituinte Exclusiva e Soberana do Sistema Político demonstrou que cerca de 8 milhões de brasileiros estão envolvidos na luta por mudanças. Mais precisamente, foram 7.754.436 votantes, dentre os quais 97,05% querem a Constituinte exclusiva e soberana sobre o Sistema Político. No Paraná, houve um total de 170 mil votos, sendo mais de 10 mil na capital do Estado. O Cefuria e seus associados, bem como comunidades envolvidas em seus trabalhos, participou de todo o processo.

Foto: Ato pelas Reformas PopularesO grande desafio agora é manter viva a campanha pelas reformas estruturais e as reivindicações dos movimentos sociais, como uma pauta central para a sociedade. Neste sentido, organizações, movimentos, partidos, coletivos sociais de Curitiba deram um passo importante, com a criação da Frente Popular pelas reformas estruturais: reforma agrária, urbana, política, democratização dos meios de comunicação, entre outras. Depois de assembleia de debate e organização, a Frente Popular realizou o 1º Ato pelas Reformas Populares, ocorrido no centro da capital, no dia 10 de dezembro, com cerca de 300 participantes. O Cefuria, a Frente Paranaense pelo Direito à Comunicação e Liberdade de Expressão – Frentex-PR e o Levante Popular de Juventude, organizaram intervenções para pautar a necessidade da democratização da mídia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

4 + 8 =